Produção em moda para cinema e TV é tema de curso de extensão




A Universidade Feevale realizará, entre 9 e 12 de março, o curso de extensão Produção em moda e figurino para cinema e TV. A capacitação apresentará as áreas de atuação do produtor de moda, considerando os tipos de produção e as particularidades dos mercados editoriais, publicitários e cinematográficos. As aulas abordarão os principais temas, como planejamento da produção, pesquisa de referências, produção de moda e ética na profissão.

O curso, ministrado por Alice Alves, acontecerá das 19h15min às 22h15min, no Câmpus II da Feevale (ERS-239, 2755, Novo Hamburgo). As inscrições podem ser feitas até o dia 7 de março, pelo site http://www.feevale.br/ensino/cursos-e-eventos/producao-de-moda-e-figurino-para-cinemaa-e-tv.







Sobre a ministrante

Alice Alves já trabalhou com a figurinista Marilia Carneiro nas novelas O Clone e Celebridades, e no seriado A Casa das Sete Mulheres, da Rede Globo. Com Verônica Julian, Alice foi produtora de figurino para os seriados Antônia 1 e 2, dirigidos por Tata Amaral, Gisele Barroco, Luciano Moura, Fabrizia Pinto e Roberto Moreira.

Seu trabalho mais recente foi de assistente da figurinista carioca Bia Salgado, no filme Serra Pelada, dirigido por Heitor Dhalia. Alice também é coordenadora de figurino no filme Super Crô, dirigido por Bruno Barreto.



Investimento: 1x de R$ 88,58 + 6x de R$ 88,57 ou R$ 620,00 à vista.

DESCONTO ESPECIAL: 

Alunos, acadêmicos de graduação ou pós-graduação, graduados, pós-graduados da Feevale:
1x de R$ 70,84 + 6x de R$ 70,86 ou R$ 496,00 à vista.

Alunos, acadêmicos de graduação da Feevale com 55 anos ou mais:
7x de R$ 62,00 ou R$ 434,00 à vista.

COMUNIDADE

Pessoa com 50 a 54 anos:
1x de R$ 70,84 + 6x de R$ 70,86 ou R$ 496,00 à vista.

Pessoa com 55 anos ou mais:
7x de R$ 62,00 ou R$ 434,00 à vista.

Acadêmicos de outras instituições:
1x de R$ 79,74 + 6x de R$ 79,71 ou R$ 558,00 à vista.

EMPRESA

Inscrição de 2 funcionários: 5%
Inscrição de 3 funcionários: 7,5%
Inscrição de 4 ou mais funcionários: 10%

Mais informações: (51) 3586-8822.




Fonte: Assessoria de Imprensa Feevale


Referências criativas: verão 2016



Mirar-se em referências internacionais é uma das formas mais utilizadas de buscar ideias para a criação. Revistas, sites, jornais, todos eles voltam seus olhos para as tradicionais semanas de moda de NY, Londres, Milão e Paris, colhendo elementos que se adaptem à realidade brasileira, trazendo um novo fôlego criativo para a moda.

Porém, o velho mundo continua velho. Mais do mesmo.

Não é à toa que a valorização do que é produzido aqui esteja evidenciando uma nova fase do design nacional.

Coleções inspiradas no nordeste, com suas tramas, suas cores, suas histórias. Nos arranha-céus de SP, nos telhados e paredes multicoloridos das favelas, nos entalhes preciosos das casas de origem alemâ e italiana na serra gaúcha. Nos ramos fortes e galhos secos do cerrado.

No grafitte poderoso e estridente das grandes capitais. Tudo é inspiração. Mas nem tudo isso traduz a necessidade que o brasileiro sente.

É importante buscar os moldes fora das fronteiras de sua região e unir fôrma e forma para criar um produto que desperte o desejo de consumo do brasileiro.

O que tem do lado de lá?

Saltos grossos. Referências aos anos 70. Rasteirinhas slip. Elementos com recortes orgânicos. Plataformas. Sandálias gladiadoras. 




------------------------------- gladiadoras --------------------------------








  ------------------------------- plataformas ----------------------------------











------------------------------ saltos grossos ------------------------------


















-------------------------------------- slip sandal ---------------------------------------






















Anote tudo.




Fotos: WWD

Referências criativas: 70's



Os anos 70 marcaram um período muito importante no mundo da moda. A década foi pontuada pela transição da vida 'cibernética e crua' dos anos 60 para uma vida mais rústica e baseada no contato maior com a natureza.

Sai o branco e o frio para dar espaço aos terracotas e ao calor.

Metalizados viram orgânicos. Verde, bege, vermelho e tons pastel na cartela de cores.

Nas estampas, motivos como folhas, geometrias orgânicas e fluídas.

Nos pés: plataformas e rasteiras.

Nos acessórios: franjas, óculos redondos, bolsas do tipo saco, tramados e formas naturais.






















Não é de se estranhar que a moda venha olhando com mais carinho para esta década. Já saturados de tanta interação virtual, o mercado busca alternativas para voltar a ter um contato físico real. O Trend Tablet, stúdio de pesquisa de tendências capitaneado por Li Edelkoort aponta movimentos que valorizam o contato com a terra, com o couro, com as pedras e as texturas de folhas, frutas, galhos...

Atualmente tudo é vivido em segundos. Uma música torna-se obsoleta em questão de dias. Um filme é visto pulando cenas. Parece que nada, de fato, é vivido pensando à longo prazo.



----------------------------- nas ruas --------------------------














Leia mais:

Trend tablet: Earth Matters | Fetishism | Handmade | Farm of the future

Forbes: Why brands are running the slow fashion

Graham Brown: Social Media Trend Alert - Thin Connections

Huffington Post: Nature Connection will be the next big human trend





Foto Abertura: http://www.bloginity.com/
Fotos: WWD

ADS